Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Café Hacker discute orçamento e finanças da Prefeitura de São Paulo

GOVERNANÇA

Transparência

Café Hacker discute orçamento e finanças da Prefeitura de São Paulo

Evento reuniu especialistas da Secretaria Municipal de Finanças para a apresentação do API-SOF à população
Café Hacker discutiu o orçamento municipal

Créditos: Controladoria Geral do Município

 

Como iniciativa da Controladoria Geral do Município, aconteceu nesta sexta-feira (25) a 16º edição do Café Hacker com a participação da Secretaria de Finanças e Desenvolvimento Econômico, que apresentou como os dados disponíveis no Sistema de Orçamento e Finanças (SOF) poderá ser acessado por meio de uma ferramenta tecnológica chamada API. 

O evento, que ocorre periodicamente sob organização da CGM para promover o debate com cidadãos, programadores e jornalistas que estejam interessados em ter acesso aos diversos dados da Prefeitura de São Paulo, é uma importante iniciativa que reúne pessoas com diferentes experiências para falar sobre as políticas públicas do município e sobre os dados fundamentais para a participação social. 

Nesse sentido, a presença da Secretaria de Finanças foi fundamental para expor como a transparência pode ajudar no controle social e, consequentemente, no melhor planejamento das políticas públicas, ao apresentar o API-SOF, que pode ser acessado pelo link: https://api.prodam.sp.gov.br/index.html.

“Estamos caminhando para uma evolução no sentido de uma maior transparência dos dados públicos, o que é fundamental não só para o controle social como também para o controle institucional e dos órgãos que efetivamente têm essa missão, permitindo uma melhor gestão dos recursos públicos”, ressaltou o subsecretário do Tesouro Municipal, Luis Felipe Vidal Arellano.

Para fomentar a discussão sobre orçamento e finanças da Prefeitura de São Paulo, o Café Hacker também contou com a presença de Úrsula Peres Dias, professora doutora de políticas públicas na EACH/USP, que apresentou os três eixos importantes para se discutir políticas públicas: controle, gestão e planejamento. “Antes, havia muita dificuldade em entender a execução orçamentária e para onde estava indo o dinheiro público. Hoje, o fato de tudo estar disponível na rede é uma conquista. É muito emocionante perceber que conseguimos, mesmo em momentos de crise, evoluir e alargar a discussão sobre políticas públicas. E, nesse sentido, a evolução tecnológica só nos ajuda”, comentou a professora durante o evento. 

Para essa edição, que aconteceu das 9h às 12h no Mobilab, com transmissão ao vivo, mais de 200 pessoas se inscreveram, entre servidores municipais, programadores, jornalistas e membros de entidades públicas e privadas. “É muito importante quando vemos a quantidade de pessoas interessadas no evento, o que significa que a sociedade está dando um passo à frente e empoderando-se das ferramentas públicas para controlar a gestão”, disse o controlador adjunto, Daniel de Paula Lamounier, na abertura do Café Hacker.

A apresentação feita pela Secretaria de Finanças pode ser acessada pelo link: http://bit.ly/Cafehacker_API-SOF.

 

registrado em: ,