Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Com apoio da Fapesp, empresa aprimora app de serviços

APLICATIVOS

Com aplicativo, a startup GetNinjas vem colhendo os frutos da parceria com o programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE)

Com apoio da Fapesp, empresa aprimora app de serviços

  O programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), da FAPESP, vem se destacando por ajudar empresas a inovarem e aprimorarem suas operações, garantindo crescimento e competitividade, além de fomentar o mercado de uma forma geral.

  Uma delas é a startup GetNinjas Atividades de Internet Ltda, criadora do GetNinjas, aplicativo para contratação de mais de 200 tipos de serviços gerais e com atuação em mais de 3 mil cidades no país. Após receber aportes de fundos como MonasheesKaszek e Tiger Group, a empresa tem mais de 350 mil profissionais cadastrados e registra cerca de 2,5 milhões de pedidos de serviço por ano.

  Com apoio do PIPE, a empresa desenvolveu uma ferramenta computacional capaz de otimizar os resultados do Google AdWords, o principal serviço de publicidade do Google, que exibe anúncios em forma de links patrocinados quando alguém realiza busca por palavras-chave.

  Com a conclusão da Fase 1 do projeto no PIPE em abril deste ano, a ferramenta passou a ter mais visibilidade no ambiente virtua e permitiu sua comercialização para outras empresas, com a mesma finalidade, gerando um novo ramo de negócio a ser implementado por uma spin-off do GetNinjas, avalia Samuel Martins Barbosa Neto, doutor em Ciência da Computação pela Universidade de São Paulo (USP) e pesquisador responsável pelo projeto.

  O sistema desenvolvido pela empresa pretende garantir o melhor retorno possível em relação à aquisição de clientes, já que o Google AdWords é uma plataforma de publicidade que funciona no modelo de leilão. “Para cada palavra-chave, temos que dar um lance. Com base nesses lances, o AdWords escolhe quais anúncios colocará na página de resultados para cada busca que é realizada”, explica Barbosa.

  Assim, quando alguém faz uma pesquisa no Google – digitando a palavra “marceneiro”, por exemplo –, os primeiros resultados na busca são esses anúncios pagos. O Google escolhe o anúncio a ser publicado com base na classificação dos concorrentes do leilão e também na localização geográfica do usuário.

  A metodologia utilizada pelo leilão é a de “segundo preço”: o anunciante vencedor paga ao Google o valor do lance imediatamente inferior ao que ele fez. Para obter o valor mais competitivo e mais vantajoso para o anunciante, o algoritmo do GetNinjas deve decidir os valores dos lances dados para cada palavra-chave, considerando, também, o valor dos lances dados pelos concorrentes.

Investimento em publicidade x ROI

  O pesquisador destaca que, para a empresa, é fundamental ter um equilíbrio favorável entre o investimento feito em publicidade e o retorno do investimento – o chamado ROI (Return On Investment). Por isso, a empresa pode estipular o retorno que almeja conseguir, e o algoritmo busca atingir essa meta.

  Quando a empresa é pequena, é possível calcular à mão o ROI das campanhas do AdWords, diz o pesquisador. Contudo, o GetNinjas trabalha com um número grande de palavras-chave para que seus anúncios apareçam nas buscas dos usuários que procuram pelas categorias de serviços oferecidas pelo site. São cerca de 200 tipos de ofertas nas áreas de serviços domésticos, reformas, assistência técnica, aulas, consultorias, eventos, saúde, beleza etc.

  Segundo Barbosa, o maior desafio do projeto foi obter uma gestão de dados eficiente, com uma mensuração precisa e rápida, tão próxima do tempo real quanto possível. Desafio vencido, o sistema proposto já está funcionando na empresa, com ótimos resultados. “Uma característica particular da área de marketing digital no AdWords é que, quando algum problema surge, ele é rapidamente detectado, pois o impacto em receita e custo é instantâneo: um bid errado e as campanhas dobram o custo de uma hora para a outra. Reagir rapidamente é fundamental.”

Evolução tecnológica

  A plataforma de contratação de serviços on-line GetNinjas foi fundada em 2011 pelo cientista da computação Eduardo L’Hotellier, que segue à frente da empresa como CEO. O rápido crescimento da empresa foi turbinado por três rodadas de investimento, lideradas por fundos de venture capital.

  Este é o primeiro PIPE do qual a empresa participa. O objetivo da empresa ao solicitar apoio para o projeto era “estruturar-se”, como diz Barbosa, já que a empresa é bem conhecida no mercado. O PIPE deu-lhe a oportunidade de evolução tecnológica: “O programa PIPE é um mecanismo interessante de fomento que nos permitiu tirar algumas ideias do papel. Vimos como uma oportunidade para desenvolver um projeto específico dentro da empresa. O programa foi essencial para o crescimento das nossas campanhas de marketing”, afirma Samuel Barbosa.

  Em 2017, a empresa foi escolhida pela revista Forbes Brasil como uma das empresas brasileiras mais promissoras do ano. Em 2018, o GetNinjas foi incluído no ranking das “100 startups brasileiras para ficar de olho” elaborado pelas revistas Pequenas Empresas & Grandes Negócios e Época Negócios, da Editora Globo, com a Corp.vc, da consultoria EloGroup.

 

 

Fonte: Portal do Governo