Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Para acelerar a migração de processos ao SEI, Prefeitura distribui 210 scanners para as Secretarias e Subprefeituras

CIDADE INTELIGENTE

Processo Eletrônico

Para acelerar a migração de processos ao SEI, Prefeitura distribui 210 scanners para as Secretarias e Subprefeituras

A ideia é estimular os órgãos a atualizar suas bases de dados para o Processo Eletrônico
Prefeitura distribui scanners para agilizar migração para o SEI

 

 A Secretaria Municipal de Gestão (SMG), por meio do Programa Nacional de Apoio à Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios (PNAFM) e com apoio da Secretaria de Finanças e Desenvolvimento Econômico (SF), adquiriu 210 (duzentos e dez) scanners para viabilizar a digitalização de processos administrativos na Prefeitura de São Paulo. Os scanners foram distribuídos entre as Secretarias Municipais, Subprefeituras e GCM e são elementos muito importantes para tornar viável a migração dos processos administrativos ao Sistema Eletrônico de Informações (SEI). A implantação do SEI e a distribuição de scanners trará mais celeridade, transparência e economia de recursos para a Administração.

Até dezembro de 2016, cerca de 25% de todos os processos administrativos autuados na Prefeitura de São Paulo foram iniciados no SEI. Isso gerou uma economia de 157 mil reais para a Administração, que deixou de imprimir cerca de 3 milhões de folhas de papel desde o início da implantação, em janeiro de 2015. Desde então, já foram migrados ao SEI 109 tipos de processos e mais de 15 mil servidores foram capacitados para utilizar o sistema nas 27 secretarias e 32 subprefeituras, além das autarquias, fundações e empresas municipais.

 

SOBRE O SEI

Após longo processo de análise, a Prefeitura adotou o Sistema Eletrônico de Informações (SEI) para a modernização dos processos administrativos. Essa escolha é compatível com a de outros órgãos públicos federais, estaduais e municipais que formam a iniciativa do Processo Eletrônico Nacional (PEN), coordenada pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

O SEI foi desenvolvido e cedido gratuitamente pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) à Prefeitura em 2014, por meio de um Acordo de Cooperação Técnica. A plataforma possibilita o aumento da eficiência administrativa e a simplificação de procedimentos, bem como maior celeridade e a eliminação de extravios, além de responder à demanda dos cidadãos por modernização da gestão pública e acesso à informação. A utilização do SEI é obrigatória para todas as Secretarias e Subprefeituras municipais, além de entidades da Administração Indireta, nos termos do Decreto Municipal nº 55.838/15.