Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Startups de tecnologia receberão apoio financeiro em São Paulo

FOMENTO

Tech Sampa

Startups de tecnologia receberão apoio financeiro em São Paulo

A ideia da Prefeitura é estimular a inovação e o empreendedorismo
Logo do Tech Sampa

 

Com o objetivo de estimular a inovação e o empreendedorismo tecnológico, a Prefeitura lançou nesta sexta-feira (29) a política de estímulo à inovação e ao desenvolvimento de startups na cidade de São Paulo, a Tech Sampa. Startup é uma empresa que nasce com uma idéia inovadora e está em busca de um modelo de negócio rentável. O lançamento aconteceu durante o Fórum “Construindo Startups de Classe Mundial”, que reuniu líderes de governo e empresários do setor na Praça das Artes, no Vale do Anhangabaú.

“Nós estamos lançando hoje uma política abrangente de apoio ao empreendedorismo na área tecnológica. Às vezes uma bela ideia morre por falta de apoio. Teremos um ciclo de negócios para empresas que estão nascendo e precisam de um apoio governamental”, afirmou o prefeito Fernando Haddad.

A Tech Sampa irá apoiar a criação e o desenvolvimento de startups nos diferentes estágios de crescimento, promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável de produtos e serviços tecnológicos. O objetivo é atrair e manter startups com alto potencial de crescimento. A política pretende ainda potencializar o ambiente de interação, troca e cooperação entre os diversos atores, conectando o ecossistema de startups local aos demais polos mundiais de tecnologia.

O primeiro apoio é o Vai Tec de R$ 25 mil, o segundo será de R$ 50 mil, e o empreendedor pode receber um empréstimo do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). "O objetivo é pegar a ideia bem no começo e fomentar para que possa crescer”, afirmou Haddad.

No lançamento do programa, o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, disse que a iniciativa da Prefeitura terá apoio federal. “São Paulo tem uma posição privilegiada: tem o melhor sistema universitário do Brasil, tem um mercado, tem a central das decisões empresariais, tem recursos humanos altamente qualificados e um sistema instalado de tecnologia de informação. Queremos formar um novo empresariado que consiga ultrapassar fronteiras”, disse Coutinho.

As ações estruturais da Tech Sampa serão coordenadas por quatro programas específicos de fomento comandados, de acordo com seus objetivos, pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo e pela Secretaria Municipal de Finanças e Desenvolvimento Econômico.

O primeiro passo é o programa Valorização de Iniciativas Tecnológicas – Vai Tec irá apoiar financeiramente projetos inovadores, especialmente aqueles ligados à área de tecnologia da informação e comunicação, inclusive com bolsas. “A Agência São Paulo de Desenvolvimento vai apoiar atividades de tecnologia de informação e comunicação com foco nos jovens de baixa renda da periferia”, explicou o secretário Arthur Henrique (Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo.

A segunda etapa é o Fomento e Pré-Aceleração de Startups, oferecerá apoio (financeiro, mentoria, infraestrutura) a startups em estágio inicial. O objetivo é facilitar a transição de boas ideias em boas empresas. Segundo o secretário Marcos Cruz (Finanças e Desenvolvimento Econômico), editais de apoio selecionarão entre 50 e 70 empresas, que receberão capacitação e apoio de R$ 50 mil a R$ 60 mil.

Em seguida, há o Apoio a Aceleração de Startups, realizado em parceria com o Ministério de Ciência Tecnologia e Inovação, é um conjunto de ações estratégicas que visam potencializar o crescimento de startups que já passaram pelo estágio inicial de desenvolvimento. O objetivo é acelerar o crescimento de empresas de inovação já formadas, por meio de captação de recursos, oferecimento de infraestrutura.

Por fim, será realizado programa de Apoio à Capitalização de Startups compreenderá ações e parcerias voltadas a facilitar a obtenção de capital de risco junto a instituições financeiras públicas ou privadas, bancos de desenvolvimento, empresas públicas que promovem o desenvolvimento econômico e social, sociedades e fundos de financiamento e investimento específicos, bem como ações que visem aumentar a base de investidores-anjo na cidade de São Paulo.

Além disso, a Secretaria Municipal de Transportes continuará à frente do Laboratório de ITS (Sistemas Inteligentes de Transporte) e Padrões Abertos da Cidade de São Paulo, que busca fomentar a pesquisa e apoiar a criação de Startups e soluções voltadas para a melhoria da mobilidade urbana.